sábado, 15 de novembro de 2008

vazio lotado

hoje amanheci às 13 horas.pensamentos e sentimentos em caldeirão já levantando fervura.o corpo tranquilo.lá fora está um sol lindo. agora não quero sol.a sensação é de que estou num buraco negro latência em pulsação explosões estelares.é muita muita gente falando querendo tudo ser amada aprovada admirada compreendida tudo sem vírgula, pára um pouco.não, não quero que segure na minha mão, nem quero uma cervejinha e ninguém fale comigo hoje no diminutivo.dane-se que já estamos em novembro, quase dezembro. todos os dias quando acordo penso (ainda na cama) que hoje é o meu ano novo.lembrei disso:o pátio estava completamente vazio quando eles chegaram e ele estacionou o carro numa vaga muito longe da entrada da fábrica (Volvo). por que você estacionou tão longe se o pátio está vazio? porque cheguei antes de todo mundo e vou deixar as vagas próximas à entrada pra quem estiver atrasado.foi assim que eu soube que existia um movimento que eu já vivia, o slow life.vem cá, você não ficou com pena dele? ele acordou e não tinha ninguém, até choque elétrico ele levou! não, não fico com pena, descobri que sentir pena é arrogância,é sentir que se está acima.acima de que?! in the rabbit hole é um termo da Física, né? buraco negro? eu já tô num outro mundo, não, to não, eu vivo num outro mundo dentro deste mundo e de repente isso me dá alegria de verdade, alegria pura porque não é um mundo paralelo, é um mundo diferente e sempre chega mais gente. também deixo a porta entreaberta mas não fico gritando entre, é chato, sem sentido, não gosto desse joguinho de quem tem razão,aprendi há anos que vivenciar a harmonia da diversidade é eliminar tudo o que não traz dignidade, verdadeira criatividade, começando por nossa própria diversidade interior.não posso responder por você. se fora é reflexo de dentro, procura aí, o pátio tá cheio de vagas.e sabia que com pouca gente essa fábrica sem pressa lucra nonstop? é, eu sei que conseguiram vulgarizar até o por de sol em Cancun,alimentam a fome e depois criam camisetas e passeatas. mas eu estou aqui com você e tem mais gente, olha que lindo... o que foi que o Desmond Tutu escreveu? que a vitória do Obama nos ajuda a entender que fazemos parte de uma delicada e interdependente rede, e só seremos capazes de celebrar completamente nossa herança, de alcançarmos todo o nosso potencial, se todo mundo, em toda parte, puder fazer o mesmo.puxa,e você pensou em mim?
- pára de falar, vamos dançar
- ei, moça você tem fogo aí?
- pôxa, com tanta mulher nessa festa você vem pedir fogo justo pra minha?
ele vai pro banheiro emburrado.começo a dançar , só, no meio de tantos olhares novos (?).ih, o cara saiu do banheiro ela já está com outro. aquele ali a essa altura parece um boneco de pano (lembra da cigana Dadá?) dançando, que olhar lindo que ela tem. o mundo tá cheio de zumbis mas eu tô bem viva aqui.e canto...whenever I celebrate my Self I give you the chance to celebrate your Self.ai, que bom, ele tá voltando.
Afinidades Eletivas

Um comentário:

Hildebranda disse...

nossa vi todo mundo ai

muackk!!!